6 de agosto de 2010

O carro do rei Tut

O Egito anunciou que, pela primeira vez desde sua descoberta, um dos carros do rei Tut fará parte de uma exposição dedicada ao faraó menino em Nova York.
Em um comunicado, o Conselho Supremo Egípcio de Antiguidades, disse que o carro chegará  nos E.U.A acompanhado da curadora e diretora do Museu de Luxor, onde normalmente a peça está exposta.




O carro vai participar da exposição "Tutancâmon e a Idade Dourada dos Faraós", que será aberta em breve no "Discovery Times Square Exposition", uma sala de exposições situada em Times Square -  Nova York e de propriedade da Discovery Channel.
O Secretário-Geral do Conselho, Zahi Hawas, disse que "é a primeira vez que o carro viaja para fora do Egito, por isso, acrescentou," uma oportunidade única para o povo de Nova York ver a grande importância da vida do jovem rei. "
A peça faz parte da coleção de cinco carros que foram mantidos no túmulo de  Tutancâmon (1336-1327 AC), descoberto em 1922 pelo arqueólogo britânico Howard Carter, em Luxor, cerca de 600 quilômetros ao sul de Cairo.

O carro, totalmente desprovido de decoração, é leve e as rodas são "extremamente desgastadas, sugerindo que foi usado muitas vezes em expedições de caça do rei jovem", diz a nota.
Um estudo paleogenético, publicado em fevereiro passado, desvendou que a malária e uma enfermidade óssea foram as causas da morte prematura de Tutancâmon, aos 19 anos de idade.
De acordo com esta pesquisa, concluída com a busca de sua linhagem a partir da análise do DNA, provavelmente Tutancâmon era filho do faraó Akhenaton (1361-1352 aC), neto da rainha Tiye, esposa de Amenhotep III, e ainda que a identidade de sua mãe permaneça um mistério, negou-se o provimento a Nefertiti.

Os cientistas também descobriram que Tutancâmon teve um acidente horas antes de sua morte, o que causou uma fratura na perna esquerda.
A nota afirma que este fato torna ainda mais interessante a inclusão do carro em exposição em Nova York porque a fratura pode ter sido causada por uma queda da carruagem.
"À medida que descobrimos mais sobre a morte de Tutancâmon, sabemos que este carro é uma peça muito importante do quebra-cabeça em cuja resolução temos trabalhado ao longo de décadas", disse Hawas.

Fonte: 
Red Española de Historia y Arqueología (REHA)

2 comentários:

  1. Muchas gracias por comentar en mi blog y me alegro que te gusten mis ilustraciones.

    Saludos.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.